• Celso Sgarbi

Agora é sua vez, Perri

Por Eduardo Rodrigues — São Paulo13/03/2020 (globo.com)


A fratura na mão direita de Tiago Volpi abre caminho para Lucas Perri ter sua primeira sequência no gol do São Paulo. O goleiro de 22 anos é o reserva imediato e será o titular no clássico contra o Santos, no próximo sábado, às 19h, pelo Campeonato Paulista.

Perri também deveria ser utilizado na próxima terça-feira, diante do River Plate, pela terceira rodada da Copa Libertadores. A competição, no entanto, está suspensa por conta do surto de coronavírus. Enquanto o Paulistão continua com seus jogos normalmente e Volpi não retorna de lesão, o jovem goleiro aproveita o seu momento em um clássico. A partida será apenas a terceira de Perri como profissional do Tricolor, sendo a segunda como titular.

No ano passado, Fernando Diniz optou por levar a campo contra o CSA, na última rodada do Campeonato Brasileiro, um time recheado de jogadores revelados nas categorias de base. Lucas Perri, então, ganhou a oportunidade que esperava desde 2017.

A trajetória de Perri no São Paulo poderia ser bem diferente. Sem espaço no elenco em 2019 com as presenças de Tiago Volpi e Jean, ele foi emprestado em janeiro daquele ano ao Crystal Palace, da Inglaterra, com um opção de compra fixada em 4,5 milhões de euros (cerca de R$ 19,1 milhões na cotação da época) por 80% dos seus direitos econômicos.

Nos seis meses em que ficou no clube inglês, Perri quase não teve oportunidades e retornou ao Tricolor em junho. Com Tiago Volpi dono da posição e Jean um reserva de confiança, o jovem jogador se tornou o terceiro goleiro, muitas vezes revezando com Denis Júnior, também revelado pela base.

Com a suspensão do contrato de Jean por conta de um episódio de agressão à esposa durante as férias de final de ano, Lucas Perri se tornou o segundo goleiro de confiança do clube. Durante a pré-temporada, ele recebeu elogios do companheiro Tiago Volpi e do técnico Fernando Diniz.

Nos treinos, Perri é um dos jogadores que mais passa instruções nas atividades e incentiva os companheiros com gritos de motivação e elogios.

Trajetória vitoriosa na base

Lucas Perri iniciou sua trajetória no futebol na Ponte Preta. Entre 2010 e 2013, o goleiro defendeu as categorias de base do clube de Campinas até se transferir para o São Paulo, aos 15 anos de idade.

No Tricolor, Perri fez sua formação no CT de Cotia e era tratado como um dos possíveis substitutos de Rogério Ceni no futuro. Antes de chegar a esse patamar, porém, ele acumulou títulos pela base. Veja abaixo:

pelo São Paulo:

Libertadores da América Sub-20 (2016);

Campeonato Paulista Sub-20 (2016);

Copa do Brasil Sub-20 (2015 e 2016);

Copa RS Sub-20 (2015);

Campeonato Brasileiro de Aspirantes (2018)


Pela Seleção Brasileira:

Torneio de Toulon (2019).


Devido à sua capacidade de jogar em categorias superiores, Perri chegou a integrar os treinos dos profissionais ainda com 16 anos, quando teve a oportunidade de realizar trabalhos ao lado do ex-goleiro Rogério Ceni, ídolo são-paulino.

A sua efetivação de vez ao time principal ocorreu somente em 2017, após a disputa do Sul-Americano Sub-20 com a seleção brasileira. Desde então, ele teve apenas duas oportunidades de atuar.


Fonte: globo.com/globoesporte.com

Copyright © 2020 by Ch34

Newsletter tricolor

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • SoundCloud
  • Spotify - Black Circle