• Celso Sgarbi

São Paulo pode perder jogadores, se tomar decisão unilateral.

por: Menon


O São Paulo, como todo time do mundo, está sofrendo com os efeitos econômicos do coronavírus. Está negociando com os jogadores e Propôs uma redução salarial, com teto de R$ 50 mil.

O trepidante José Eduardo Martin afirma que, se a negociação demorar, o São Paulo pode implementar a resolução de forma unilateral.

Pode ser um erro, explica o advogado José Ricardo Biazzo Símon. "O Governo editou a MP 396, que prevê duas hipóteses: redução proporcional dos salários e da jornada de trabalho e suspensão temporária do contrato de trabalho. Em ambos os casos, pela literalidade dos dispositivos legais, exigem acordo entre empregador e empregado e não admitem decisão unilateral do empregador", diz.

O desrespeito ao que está escrito pode ocasionar a rescisão contratual: "Se não houver acordo assinado e mesmo assim o empregador, no caso o São Paulo ou qualquer outro time, não efetuar o pagamento, o empregado (jogador) pode conseguir rescisão contratual na Justiça". Há uma opção que não resolveria o problema, segundo José Ricardo Biazzo Símon: os clubes podem recorrer à CLT alegando força maior e optar pela redução salarial de forma unilateral. No máximo, 25% considera correto, mas insuficiente para os problemas econômicos".

Ou seja, se fizer o que pode ser feito, o problema não será resolvido, se fizer o que não pode ser feito, pode até perder o jogador, que é o maior patrimônio do clube.


Fonte: uol.com.br/blog do menon


Copyright © 2020 by Ch34

Newsletter tricolor

  • YouTube
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • SoundCloud
  • Spotify - Black Circle